Macumba Gospel


Há algum tempo eu tenho percebido que, de certa forma, a igreja tem entendido e percebido a oração e o jejum de uma maneira totalmente estranha, para não dizer deturpada. Já é de conhecimento de todos os mantras gospel, onde pessoas escutam ou dizem as mesmas coisas repetidas vezes, às vezes me pergunto se fazem isso para que Deus possa entender melhor ou se para que a própria pessoa entenda melhor? Bom, não sei e também não a minha intenção aqui sondar motivações. Mas percebo que muitos têm tratado o assunto como um tipo de macumba, ou mandinga. Pode ser que você esteja lendo e achando que isso é muito forte, mas é assim mesmo, vigília dos 318 pastores, andar por cima do sal grosso, descarrego disso e descarrego daquilo. E, até os tradicionais, que se opõem veementemente contra isso, estão entrando num outro tipo de macumbaria com Deus, num certo tipo de barganha, de troca com Deus “eu tenho feito isso, agora o Senhor precisa me dar aquilo.”

A macumba lida com troca, mas não o evangelho, não o nosso Deus. Indo mais a fundo, consigo perceber que o problema é muito mais sério do que parece, a raiz está num errado entendimento de quem Deus é “acho que Deus não está percebendo a situação que estou, talvez não entenda o que é melhor pra mim”. As pessoas não clamam a Deus pelo que ele é, mas sim pelo que ele pode dar. Não clamam pela vontade de Deus, mas que a vontade de Deus seja a delas “Senhor, que seja feita a sua vontade, mas o que eu quero é isso...”. Na verdade o que se pode entender disso tudo é que a vontade de Deus não é tão importante, mas sim a minha, é o pior é que é dito com todas as letras através de orações, que nem sei se poderiam ser chamadas assim, e atitudes.

Deixa eu te dizer uma coisa, a seguinte frase é uma grande mentira “A oração move o coração de Deus”. Então quer dizer que quando a gente ora Deus fica sem escolha e diz: “Tá bom então, eu vou dar o que ele me pede, não é o que eu quero, mas eu vou dar, para ele parar de ficar pedindo”. Deus é imutável “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre” (Hb 13.8), “Ele não muda como sombras inconstantes” (Tg 1.17). A minha oração não muda Deus, sabe porque? Porque ele é Deus, ele já tem o melhor pra mim, nada que eu faça pode aumentar ou diminuir o amor de Deus por mim.

As pessoas acham que o jejum é uma greve de fome para Deus me dar o que eu quero. Uma tremenda mentira, Deus sempre nos dá o melhor “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.” (Rm 8.28). A oração é uma forma de conformarmos o nosso coração com a vontade de Deus, que por causa do meu EU, sempre deseja o que é contrário ao Espírito. Ore sem macumba, sem buscar retorno, mas porque ele é Deus, é só isso basta.

9 Comentarios

  1. Anônimo says:

    Assino em baixo mau amigo.
    òtimo artigo, DEUS continue te abençoando !
    um grnade abraço do seu amigo Leonardo Max.

  2. Anônimo says:

    É isso aí. O pior é que isso tem se espalhado mais rápido do que praga. Abraço,
    Flávio

  3. Anônimo says:

    Po isso é uma para muito certa e correta mesmo, que se não vigiarmos acabamos indo para esse lado, pois ir para esse lado é bem mas fácil e nos conforta mas, em saber que Deus "é obrigado a nos dar", porque somos seguidores dele, mas andes de o seguirmos somos servos, e como servos não merecemos nada a mas do que a graça de Deus "só a graça de Deus nos basta", mas sempre queremos mas do que pedimos ou pensamos, mas Deus nos da somento o que precisamos no momento.
    Mas isso é uma pequena parte do que nós "crentes" ou melhor cristãos temos levado pra dentro de nossa igreja.
    Concordo sim com isso tudo, que muitas das vezes apelamos pra Deus, pensando que com as nossas atitudes e com os nossos sacrificius, podemos mudar o coração de Deus, e achamos que Ele é obrigado a nos dar, pois se fizemos o que Ele nos manda, Ele tem que dar Deus é obrigado a nos dar, e por isso temos que colocalo mesmo na parede.
    Temos sim que acordar, mas não só pra isso mas pra muitas coisas, porque queremos mas do que a graça de Deus?

    valeu empenado.

  4. Ola Rodrigo!


    Graça e Paz!

    Vim conhecer seu espaço digital. Bom posts! A internet é um espaço precioso onde podemos falar de Jesus e discutir diferentes pontos de vista!

    Aproveitando, faço uma apresentação do meu blog:

    Genizah é um blog cristão diferente. Hilário e divertido, mas que não dispensa a seriedade na defesa do Evangelho. Uma mistura bem balanceada de humor, denuncia e artigos devocionais. No Genizah, você fica sabendo da última novidade do absurdário "gospel", mas também não falta material para inspiração e ótimas mensagens dos melhores pregadores. Genizah é um blog não denominacional apologético, com um time é formado por escritores, pastores, humoristas e chargistas cristãos.

    Aguardo sua visita. Vamos nos seguir!

    Abraços em Cristo e Paz!

    Danilo Fernandes

    http://www.genizahvirtual.com/

  5. Anônimo says:

    Concordo que muitas pessoas estão levando o evangelho para um lado errado, mas creio que uma oração pode mudar muita coisa, senão não faria sentido nós intercedermos pelos outros! O Rei Ezequias orou e clamou a Deus e uma simples oração mudou o decreto de morte na vida dele, e Deus lhe deu mais 15 anos de vida! Não mandamos em Deus, isso é fato! Mas Deus está sempre esperando uma atitude nossa de humilhação, de clamor por Ele, de humildade. E quando isso ocorre, Ele nos concede sim bençãos! POis afinal Ele é nosso Pai, um Deus de amor, que como pai nao rejeita a oração do filho pedindo por um pouco de pão! Um grande abraço! Vivamos mais o evangelho, pq de fato os milagres ainda podem ocorrer atualmente!

  6. Anônimo says:

    Queridos vocês estão enveredando por caminhos perigosos no reino espiritual (se levantando contra Autoridades Espirituais do Evangelho) e isto é no mínimo anti- ético. O Missionário RR Soares prega o evangelho desde quando vocês ainda não haviam nascidos e lutou contra perseguições políticas (na Ditadura), espirituais, etc, nesta luta que é pregar o evangelho e que vocês jamais passarão com esta mentalidade pequena que têm.

    Tem experiência suficiente, pois já passou por diversas fases do Evangelho neste país, diversos países, sua igreja está representada em muitos outros países, sabe lidar com o ser humano, com seus costumes e suas culturas, sabe como é mais fácil ser entendido pelo povo Africano, Europeu, inclusive os Brasileiros que acreditam em diversas crendices, (“ Me fiz de fraco para alcançar os fracos”) , pois, assim aprenderam dos entes queridos.

    Vocês estão falando mal do que o próprio Deus tem aprovado, ou seja, estão brigando com Deus, vocês “meia dúzia” de pessoas sabem tudo e Deus que tem abençoado estas igrejas nada sabe, se ele tem libertado pessoas das drogas, da prostituição, do tráfico, curado enfermidades, transformado vidas, pois, as mesmas nasceram de novo, o diabo tem sido derrotado e envergonhado, tem perdido o domínio que tinha sobre estas vidas, é lógico que vai ficar furioso como ficava no passado, com a seguinte diferença: antes a perseguição se dava pelos ímpios e farizeus e agora também pelos próprios crentes que se levantam contra a obra de Deus.

  7. Anônimo says:

    Que loucura é esta que vocês estão divulgando na rede mundial?
    Será que todos os membros (2000, 6000, 16000, pessoas por culto) que lá freqüentam são otários, são iletrados e sem qualquer informação?

    Vocês não sabem não sabem o que é pagar preço pelo evangelho, um pastor da Igreja da Graça ou da Universal acorda às 6 da manhã, todos!!! Menos os que estão pregando pela madrugada é obvio, “não” ganham Cr$ 3.000, 00 reais por mês como é de costume nas demais igrejas, não podem ter carros ou qualquer imóvel em seu nome, vivem de ajuda de custo, não têm hora de dormir, fora do horário dos cultos estão sempre nas rádios ou fazendo visitas, entregando jornais com testemunhos, muitos fazem vasectomia para se dedicarem 100% na obra de Deus, enfim, se privam de lanchonetes, viagens, passeios, férias?, não existe esta palavra no vocabulário destes pastores e bispos. Eu pergunto a vocês:

    Quais de vocês são machos e têm coragem de se anularem pelo evangelho que nem eles?
    Queridos lá na igreja Universal pastor só trabalha na obra se for por “AMOR A DEUS”, é por isto que a obra cresce, têm culto “todos os dias” em vários horários, não é por dinheiro, é por Amor, só por Amor alguém se submete desta forma. A igreja em Cabo Frio paga por mês mais de Cr$ 60.000 reais de arrendamento para manter uma radio 24 horas a serviço do evangelho, fora as outras despesas do dia a dia, isto é por Amor, é por Fé num Deus que tem resgatado milhares de pessoas em todo o mundo.

  8. Anônimo says:

    Não se trata de macumba gospel, saiba de uma coisa, eles que imitam as coisas de Deus e não os crentes convertidos. Vocês já leram deuteronômio? Leiam Deut. 28:1-14 , Deus impõem condições para abençoar, ou seja, o próprio Deus propõem uma troca...Se andares, se obedeceres, se fizeres conforme os meus mandamentos, então sereis abençoados...senão, sereis amaldiçoados Deut. 28: versículos 14 em diante e entenderão que é uma troca. Se quiserdes e ouvirdes comereis o melhor, mas, se não quizeres?????

    Conselho de irmão e Homem de Deus para vocês: Saiam desta linha de pensamentos, pois, não estão amando o próximo, nem os crentes sérios destas denominações, estão causando confusão e o resultado disto será um monte de desviados ou atrofiados na Fé. Já vi muitos na Metodista partirem para este extremo, eu mesmo fui um deles, mas graças a Deus que me fez racionar uma Fé com inteligência e não por emoção ou por uma fase não compreendida por mim, de maneira que pude lembrar que se não fosse a Metodista, certamente hoje eu não estaria no evangelho e teria uma vida abençoada como tenho. inclusive o Projeto IDE surgiu de um movimento de insatisfeito com as doutrinas Metodista, quando passaram a reunir-se em casas, o fim foi o que nós vemos hoje, cresceu e teve que se organizar para não perder ou dispersar as ovelhas, porém, outros mais radicais voltaram para o mundo, pois, se frustraram, abandonaram a Fé e ainda levaram muitos com eles e com certeza vão responder diante de Deus por isto.

  9. Anônimo says:

    O problema não está nos templos e sim na mente humana que cria doutrinas como lhes convêm, é óbvio que nós somos o templo de Deus, digo mais, somos a menina dos olhos de Deus e esta visão deve ser pregada sim, com veemência, ora, se somos o templo do espírito, o seremos em qualquer lugar, diante de qualquer pessoa, autoridade ou não, em qualquer situação, e é assim que Deus quer que pensamos, pois, só desta forma o obedeceremos por Amor, por uma conciência gerada pelo Espírito Santo, a partir deste entendimento não faremos o que o desagrada, não nos envolveremos com coisas erradas quando distante dos que nos conhecem, não afastaremos o Espírito Santo de nós, independente da denominação e doutrina que servimos, este é o Espírito, este é o propósito de Deus com esta palavra, isto, esta conciencia em prática na vida de cada um permitirá que os foram gerados na Metodistas, Batistas, Universal, etc. sejam salvos e convivam na Glória com o nosso Senhor, não serão salvos pela doutrina que serviram e sim pela Fé consciente que viveram e onde estiverem 2 ou mais reunidos em meu nome ali estarei, disse o Senhor, seja numa casa, num templo que difere desta apenas pelo tamanho e mais nada.

    Imagine através do Espírito Santo conseguir convencer 300, 500, 3000 ou mais pessoas desta visão, que certamente não caberiam numa casa comum, mas, se todos entenderem que cada um é o templo do Deus Vivo, que sonho...que maravilha não seria, hein?

    Reunir pessoas num templo ou numa casa não é o problema, não vai mudar a vida de nimguém, ambos foram construídos por mão humana, mas, gerar, conscientizar, discipular neste entendimento, isto, só o poderá ser feito pelo Espírito Santo e jamais na marra ou por mãos humanas, eu particularmente preferiria que Deus me usa-se onde coubesse o maior número de pessoas possíveis e dentro de uma casa isto não seria possível.

Comente

Você pode e deve comentar, somente atente para as seguintes observações:
1. Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se; 2. Discordar não é problema, é solução, pois leva ao aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! 3. Ofereça o seu ponto de vista, contudo, não aceitarei esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor ou "Não julgueis para que não sejais julgados"