Banho de Graca

Ontem foi um dia realmente difícil, um dia daqueles. O trabalho estava pegado, trabalhei até as 23:00, e ainda por cima eu moro longe do trabalho. Durante o caminho eu fui pensando no banho quentinho e relaxante que eu tomaria quando chegasse em casa.

O show de Truman e a Religiosidade

Mês passado eu estava passando os canais na televisão e me deparei com esse filme “O Show de Truman”. O show de Truman é um filme de 1998, eu o assisti na época do lançamento e depois nunca mais tinha visto (isso prova que estou ficando velho).

#006 - Jesus e Nicodemos

Daqui para frente Jesus terá uma série de encontros onde seu objetivo principal será expor os corações das pessoas. E ele começa essa série se encontrando com Nicodemos e durante esse encontro Jesus nos ensina sobre o novo nascimento, nascimento esse que vem do Espírito e não da carne.

#005 - Jesus no Templo

Jesus expulsa os mercadores que estavam no templo, fazendo da graça de Deus um comércio. Nem parece que isso foi escrito a dois mil anos atrás. Jesus muda a visão deles de templo e de graça.

Archive for 01/08/10 - 01/09/10

15 TESES SOBRE A VERDADEIRA IGREJA - 6


6. Do sistema de um pastor único para a estrutura de equipe

Quando se lê a seguinte frase “do sistema de um pastor único para a estrutura de equipe” a primeira coisa que vem a mente é uma igreja com uma equipe de pastores. Hoje se tem pastor para tudo, pastor de jovens, pastor da terceira idade, pastor de adolescentes, pastor de crianças, pastor de música, pastor do multimídia (é verdade), pastor de pregação, pastor de visitação e assim por diante, a lista é enorme. Não acho isso errado, mas a idéia deste artigo é um pouco diferente disso.

Ao olhar para a realidade da igreja no meu país, na minha cidade, meu coração se enche de tristeza. Se o meu fica assim imagina o de Deus. Milhões de denominações, sendo usadas como desculpa para não sermos um só corpo. Pastores que não falam com outros pastores, comunidades brigadas, irmãos dentro da mesma comunidade que não se falam. O corpo de Cristo nas nossas cidades está machucado e dividido.

Quando falo de estrutura de equipe são os pastores se suportando uns aos outros. Não suportando no sentido de “Ah que droga, tenho que suportar esse pastor em amor”, mas no sentido de dar suporte, dar base para que outros possam realizar seus ministérios. Vivemos sem amor e nos perguntamos: por que a nossa cidade não está sendo impactada pelo evangelho? “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (Jo 13.35).

Nós pastores precisamos acordar e perceber que somos apenas mais uma peça no quebra-cabeça, não o quebra-cabeça. Precisamos entender que o nosso ministério junto com os apóstolos, profetas, evangelistas e mestres é capacitar os santos para o serviço, para que o corpo de Cristo seja edificado “E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado.” (Ef 4.11-12).

Precisamos entender que existe somente uma igreja na cidade, como vemos na Bíblia, e que precisamos uns dos outros para edificação mútua dessa igreja. A palavra de Deus nos diz que na igreja da cidade estão todos os dons “Porque o testemunho de Cristo foi confirmado entre vocês, de modo que não lhes falta nenhum dom espiritual, enquanto vocês esperam que o nosso Senhor Jesus Cristo seja revelado” (1Co 1.6-7). Portanto precisa existir uma equipe de pastores na cidade que se amem, que parem de buscar seus próprios interesses, e procurem a edificação dos santos.

“Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! É como o óleo precioso derramado sobre a cabeça, que desce pela barba, a barba de Arão, até a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom quando desce sobre os montes de Sião. Ali o Senhor concede a benção da vida para sempre” (Sl 133), Ali no Hermom e ali na COMUNHÃO DOS IRMÃOS, o Senhor concede a benção da vida para sempre.
Jesus, quando orou ao Pai, clamou para que fossemos um “Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam UM, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam UM, assim como nós somos UM: eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena UNIDADE, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste.” (Jo 17.20-23)

Que possamos ser uma equipe de pastores do único corpo de Cristo, trabalhando para o crescimento dos santos.

Rodrigo Rezende

Igreja




Igreja é um lugar onde o Pai se sente em casa,

Onde é adorado pelo que é e não pelo que pode,

Onde é obedecido de coração e não por constrangimento,

Onde o seu reino é manifesto no amor, na solidariedade, na fraternidade e serviço ao outro,

Onde o ser humano se perceba em casa e seja a casa de Deus e do outro,

Onde Jesus Cristo é o modelo, o desejo e o caminho,

Onde a graça é o ambiente, o perdão a base do relacionamento e o amor a sua cimentação.

Onde o Espírito Santo está alegre pela liberdade que desfruta para gerar e expressar a Cristo,

Onde Ele vê os seus dons serem usados para edificar, provocar alegria e servir ao próximo,

Onde todos andam abraçados,

Onde a dor de um é a dor de todos,

Onde ninguém está só,

Onde todos têm acesso ao perdão, à cura de suas emoções, à amizade e a ser cada vez mais parecido com Cristo,

Onde os pastores são apenas ovelhas-exemplo e não dominadores dos que lhes foram confiados,

Onde os pastores são vistos como ovelhas-líder e não como funcionários a serem explorados.

Onde não há gente nadando na riqueza enquanto outros chafurdam na miséria,

Onde há equilíbrio, de modo que quem colheu demais não esteja acumulando e quem colheu de menos não esteja passando necessidades.

Enfim, a comunidade do reino de Deus,

Onde aparece a humanidade que a Trindade sonhou,

Onde a cidade encontra paradigmas.

Onde o livro texto é a Bíblia.


Ariovaldo Ramos

A respeito de coisas que eu não posso deixar de saber


Você sabia que foi apenas no ano 190 d.C. que a palavra grega ekklesia, que traduzimos como igreja, foi pela primeira vez utilizada para se referir a um lugar de reuniões dos cristãos? Sabia também que esse lugar de reuniões era uma casa, e não um templo, já que os templos cristãos surgiram apenas no século IV, após a “conversão” de Constantino? Você sabia que os cristãos não chamavam seus lugares de reuniões de templos até pelo menos o século V? Você sabia que o primeiro templo cristão começou a ser construído por Constantino, sob influência de sua mãe Helena, em 327 d.C., às custas de recursos públicos, e sua arquitetura seguia o modelo das basílicas, as sedes governamentais da Grécia e, posteriormente, de Roma, e dos templos pagãos da Síria? Você sabia que as basílicas cristãs foram construídas com uma plataforma elevada acima do nível da congregação e que no centro da plataforma figurava o altar, e à sua frente a cadeira do Bispo, que era chamada de cátedra? Você sabia que o termo ex cathedra significa "desde o trono", numa alusão ao trono do juiz romano, e, por conseguinte, era o lugar mais privilegiado e honroso do templo? Você sabia que o Bispo pregava sentado, ex cathedra, numa posição em que o sol resplandecia em sua face enquanto ele falava à congregação, pois Constantino, mesmo após a sua “conversão” ao Cristianismo, jamais deixou de ser um adorador do deus sol? Você sabia que o atual modelo hierárquico do Cristianismo, que distingue clero e laicato, teve origem e ou foi profundamente afetado pela arquitetura original dos templos do período Constantino?

Você sabia que Jesus não fundou o Cristianismo, e que o que chamamos hoje de Cristianismo é uma construção religiosa humana, feita pelos seguidores de Jesus ao longo de mais de dois mil anos de história? Você sabia que o que chamamos hoje de Cristianismo está profundamente afetado por pelo menos três grandes eras: a era de Constantino, a era da Reforma Protestante e a era dos Avivamentos na Inglaterra e nos Estados Unidos? Você sabia que é praticamente impossível saber a distância que existe entre o que Jesus tinha em mente quando declarou que edificaria a sua ekklesia e o que temos hoje como Cristianismo Católico Romano, Protestante, Ortodoxo, Pentecostal, Neopentecostal e Pseudopentecostal?
Você sabia que os primeiros cristãos se preocuparam em relatar as intenções originais de Jesus com vistas a estender seu movimento até os confins da terra? Você sabia que este relato está registrado no Novo Testamento, mais precisamente nos Evangelhos e no livro de Atos dos Apóstolos? Você sabia que o terceiro evangelho, Evangelho Segundo Lucas, e o livro dos Atos deveriam formar no princípio uma só obra, que hoje chamaríamos de "História das origens cristãs"? Você sabia que os livros foram separados quando os cristãos desejaram possuir os quatro evangelhos num mesmo códice, e que isso aconteceu por volta de 150 d.C.? Você sabia que o título "Atos dos Apóstolos" surgiu nessa época, segundo costume da literatura helenística, que já possuía entre outros os "Atos de Anibal" e os "Atos de Alexandre"?
Nesse emaranhado de coisas que eu não sabia, três coisas eu sei. A primeira é que a crítica que o mundo secular faz ao Cristianismo institucional tem sérios fundamentos, ou como disse Tony Campolo: "Os inimigos estão parcialmente certos". A segunda coisa que sei é que nesta Babel que vem se tornando o movimento evangélico brasileiro, está cada vez mais difícil identificar a essência do Evangelho de Jesus Cristo, nosso Senhor. A terceira coisa que sei é que vale a pena perguntar aos primeiros cristãos o que eles entenderam a respeito de Jesus, sua mensagem, sua proposta de vida e suas intenções originais. Vale a pena voltar à Bíblia. Não há outra fonte segura de informação e formação espiritual, senão a Bíblia Sagrada, especialmente o Novo Testamento.

por Ed René Kivitz

Acorde Igreja

A mais pura verdade, a mais pura e simples verdade, precisamos ouví-la.

Educação começa em casa...




O desenhista argentino Joaquin Salvador Lavado, mundialmente conhecido como o Quino, autor da famosíssima tira “Mafalda” resumiu, em oito quadrinhos, o dilema das mudanças de valores nas sociedades atuais.

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com